Apnea lança Cruel (Reprodução)
Apnea lança Cruel (Reprodução)
Rock'n'Drops

Rock’n’Drops #44: mais grunge, stoner e alternativo

icon icon

DESTAQUES DO ROCK’N’DROPS DESTA SEXTA-FEIRA, 11 DE DEZEMBRO
APNEA

Banda criada este ano por Marcus Vinícius no vocal e guitarra, Nando Zambelli também na guitarra, Mauricio Boka na bateria e Gabriel Imakawa no baixo, a Apnea lançou neste 11 de dezembro seu terceiro single, Cruel.

Mais um bom stoner, com trechos mais rápidos, mas boas quebradas e mudanças de ritmo no refrão, com bastante peso das guitarras. Os três sons lançados até aqui estarão em um compacto de vinil a ser lançado pela Monstro Discos no início de 2021. A banda também trabalha em composições para seu primeiro álbum.

Spotify Deezer

WE ARE THE COSMOS
Saiu o primeiro trabalho do álbum de estreia da We Are the Cosmos, programado para sair em 2021. A banda de Gramado (RS) lançou nesta sexta o single Aliens, fazendo uma boa mistura de estilos, com passagens rápidas e também trechos com pegada de hip hop ou rap metal.

Este ano a We Are the Cosmos já havia lançado o EP Manifesto, seu primeiro trabalho. O grupo agora trabalha para lançar seu álbum de estreia no próximo ano.

Spotify Deezer

FORTE NORTE
A banda Forte Norte encerrou hoje (11) um projeto que contou com quatro convidados e a definição de seu novo vocalista. A banda de São Paulo lançou o EP Itinerante, com Felipe Lahm no vocal da música de mesmo nome.

O EP conta ainda com outras quatro músicas, que foram lançadas como singles ao longo do ano, cada uma com um vocalista. Participaram do projeto Elliot Reis, Dadds, Gabriel Martins e Enrico Minelli. Felipe agora assume como vocalista oficial da banda.

Spotify Deezer

OCEANIA
Depois de lançar dois aperitivos como singles, Looking for the Exit e Mouth of God, a Oceania lançou seu segundo álbum full, o Dark Matter. São oito músicas com boas marcas de hard rock e stoner, pesadas mas também bem melódicas.

A Oceania é um trio mineiro formado em 2016 por Gustavo Drummond no vocal e guitarra, Daniel Debarry no baixo e Tulio Braga na bateria. Antes de Dark Matter, a banda já havia soltado Beneath the Surface, em 2017.

Spotify Deezer