A banda We Are the Cosmos (Divulgação)
Rock'n'Drops

Rock’n’Drops #60: banda gaúcha mescla sons em novo single

icon icon

Os destaques da edição #60 do Rock’n’Drops, nesta terça-feira, 4 de maio.

WE ARE THE COSMOS
A We Are the Cosmos, de Gramado, no Rio Grande do Sul, lançou mais um belo single na última sexta-feira. A música Better When I’m High estará no álbum de estreia do grupo que será lançado ainda este semestre – o nome ainda está sendo trabalhado pela banda.

Formada em 2018, a We Are The Cosmos lançou seu primeiro trabalho em 2020, o EP Manifesto. Em dezembro do mesmo ano saiu Aliens e, no início de 2021, Shark. Estas duas, já com clipes, mais Better When I’m High estarão no primeiro álbum da banda.

Formada por Leandro Kehl, André Kehl, Lukas Bortot, Bruna Zarth e Deivis Kappe, a banda faz uma mescla legal de sonoridades como stoner, punk rock e rap metal.

Spotify Deezer Instagram

GASP
Os dilemas dos jovens adultos, temperados com um bom rock’n’roll, estão presentes no trabalho de estreia da banda GASP, de Goiânia. O grupo lançou seu primeiro EP, Egg White & Suggar, no início de 2021 com cinco músicas.

Gustavo Garcia, vocalista e um dos guitarristas do grupo, reflete sobre o nome do trabalho. ‘A ideia é usar o suspiro como simbologia da felicidade do jovem que é doce, porém derrete muito rápido. E ao mesmo tempo, confortá-lo dizendo que ele não está sozinho enfrentando esses problemas.

Além de Gustavo, completam a GASP Gabriel Cabral (guitarra), Lucas Tomé (baixo) e Matheus Alves Avelar (bateria). O quarteto faz um som bem temperado por um garage rock, passagens de stoner e também grunge.

Spotify Deezer Instagram

VIOLÊNCIA CEGA
O horror punk da banda Violência Cega ganhou um novo trabalho no fim de 2020, o álbum Vida Suja Insana. Mais recentemente, o grupo lançou um lyric vídeo de uma das músicas deste trabalho, a Horror&Punk, como parte da divulgação de seu álbum.

A Violência Cega, da cidade de Esplanada, no litoral baiano, está na ativa desde 2006 e já passou por algumas mudanças. Atualmente o grupo conta com Chris (vocal) e Ruebster (bateria), da formação original, além de Raed (guitarra) e Vitor (baixo).

Vida Suja Insana conta com nove faixas que apresentam uma nova fase da banda, com letras que abordam temas que se misturam entre críticas às instituições religiosas do país, o mau uso das redes digitais, a banalização da vida, com algumas doses de terror.

Spotify Deezer Instagram